PARABÉNS, BIBLIOTECA MUNICIPAL JOSÉ RÉGIO

"A tolerância é uma luta pela paz". Esta é uma das frases da mensagem da Diretora Geral da UNESCO, Audrey Azoulay, a propósito do Dia Mundial da Tolerância, que se celebra a 16 de novembro. 
A Biblioteca Municipal José Régio evocou esta data, descerrando a placa alusiva à sua recente integração na Rede de Bibliotecas Associadas à Comissão Nacional da UNESCO. A sessão foi presidida pela Presidente da Câmara Municipal, Drª Elisa Ferraz, que destacou o papel das bibliotecas enquanto espaços democráticos na promoção da tolerância e de boas práticas. Estiveram presentes todos os Professores Bibliotecários das nossas escolas, o Coordenador inter-concelhio da RBE, autarcas, representantes de instituições que integram a Rede Concelhia de Bibliotecas, equipa da Biblioteca Municipal e alguns professores voluntários que colaboram em várias atividades promovidas por este equipamento. 

(Inf. Via Câmara Municipal de Vila do Conde)




O DIA MUNDIAL DA FILOSOFIA "passou" por cá...










"Caçar leitores"






Media@ção 2018


"Foi lançado, ONTEM, um novo concurso na área da educação para os media intitulado Media@ção.
Sucede ao anterior 7 Dicas, 7 Dicas sobre os Media, com os mesmos objetivos de fomentar o uso crítico, responsável e criativo dos media, mas abandonando a tipologia das 7 dicas, que se tornou repetitiva e limitadora.
onvidamo-lo a descobrir, no Regulamento Media@ção 2018, todas as novidades: a criação de narrativas em vez de dicas e exclusivamente em formato vídeo, spot publicitário ou podcast; os temas a tratar em 2017-2018; e a possibilidade de cada Escola/ Agrupamento candidatar o n.º de trabalhos que entender.
A data limite para envio dos trabalhos é o dia 23 de março de 2018. Qualquer esclarecimento deve ser solicitado através do endereço ."


90 anos de Preesença


Está a chegar o Dia Mundial da Filosofia

O Dia Mundial da Filosofia foi implementado pela UNESCO em 2002 e comemora-se todos os anos na terceira quinta-feira de novembro.

O objetivo do dia é enaltecer a importância da Filosofia na vida do homem e na vida em sociedade. Este é um dia de reflexão e de questionamento.
Em Portugal realizam-se workshops nas universidades de filosofia e nas escolas secundárias, entre outras iniciativas.
A Filosofia é o estudo de problemas fulcrais para o homem como a realidade, a existência, o conhecimento, a razão e a linguagem. A palavra filosofia advém do grego, significando amor pela sabedoria ou amigo do saber.
Para celebrar a data pode entrar em eventos do dia e debater os temas em análise, contribuindo com as suas ideias. 
Também pode ler algumas páginas das principais obras da Filosofia ou conhecer novos autores de Filosofia. 




"As folhas e as castanhas que caem nas nossas montras"









Para lá do inverno - Novo romance de Isabel Allende

Novidade





TÍTULO: Para lá do Inverno
AUTORA: Isabel Allende 
SINOPSE:

«No meio do inverno, aprendi por fim que havia em mim um verão invencível.»
Albert Camus 



Isabel Allende parte da célebre frase de Albert Camus para nos apresentar um conjunto de personagens próprios da América contemporânea que se encontram «no mais profundo inverno das suas vidas»: uma mulher chilena, uma jovem imigrante ilegal guatemalteca e um cauteloso professor universitário.

Os três sobrevivem a uma terrível tempestade de neve que se abate sobre Nova Iorque e acabam por perceber que para lá do inverno há espaço para o amor e para o verão invencível que a vida nos oferece quando menos se espera.

Para lá do inverno é um dos romances mais pessoais da autora: uma obra absolutamente atual que aborda a realidade da migração e a identidade da América de hoje através de personagens que encontram a esperança no amor e nas segundas oportunidades.

PARA QUEM ESTEJA INTERESSADO


Clicar na imagem para aceder


O que é a Biblioteca Digital Camões?


A Biblioteca Digital Camões pretende ser um repositório da cultura em língua portuguesa, tendo como principal critério a publicação de obras integrais, para leitura gratuita, sem necessidade de registos ou subscrição.
A Biblioteca Digital Camões tem autores e edições no domínio público, mas também em edições actuais, protegidas por direitos conexos (fixação de textos, notas críticas, prefácios e posfácios…etc.), obras protegidas por direitos e de autores vivos. Consequentemente, cada edição publicada terá um nível de acesso que é resultado da expressão de uma vontade conjunta do Instituto Camões, I.P., e do editor e/ou instituição proprietária da edição.

Nesse sentido, existem níveis diferenciados de acesso:
1 – Apenas leitura;
2 – Leitura e impressão;
3 – Leitura, impressão e cópia.

A licença de utilização, que antecede a descarga de alguns títulos, serve para atestar que se trata de uma edição que é pertença de uma editora; uma edição que é o resultado do esforço financeiro e humano de uma instituição que tem um nome. Aliás, este critério será sempre aplicado, as edições serão sempre identificadas, evitando riscos desnecessários em relação à qualidade e autenticidade das edições.
Uma parte dos títulos disponíveis é de obras cujos direitos ou as edições são pertença do Instituto Camões (devidamente identificadas no ficheiro); sempre que se tratem de obras que ainda existem no mercado em formato papel, a Biblioteca Digital Camões possibilitará apenas a leitura em linha da obra; em todos os outros casos será facultada ao utilizador a possibilidade de ler, imprimir e copiar. No que respeita as edições fornecidas por parceiros, as permissões são negociadas caso a caso.
A Biblioteca Digital Camões não se pretende apresentar como alternativa ou um concorrente de editoras ou livrarias. É uma biblioteca. O trabalho dos editores é insubstituível e fundamental. O reconhecimento dos responsáveis pelas edições é também uma manifestação de respeito pelas pessoas que ganham a vida a fazer e a vender livros, e que aceitaram participar connosco nesta missão de divulgação da língua e cultura portuguesas no mundo.
http://cvc.instituto-camoes.pt/conhecer/biblioteca-digital-camoes.html

"LER DÁ PODER"- Teresa Calçada

Presente-Futuro: A Urgência da Leitura Plano de Leitura Nacional 2017-2027 
Estivemos presentes







"Ler é poder"

" Estamos aqui todos convocados com urgência, urgência para parar e ler."
Ministro da Educação Tiago Brandão que finalizou a sua intervenção com as palavras de José Saramago...
"Se puderes olhar, vê. Se puderes ver, repara"

"A procura do conhecimento é qualquer coisa que nos acompanha durante toda a vida. (...)
Ser curioso
Imaginar respostas
Testar hipóteses
Três fases iguais em qualquer área do saber. "
Alexandre Quintanilha

A RBE e a "Maratona de Cartas"




A RBE inicia com esta "Maratona de Cartas" a colaboração com a Aministia Internacional, como forma de promover ações no âmbito da Cidadania e em articulação com a disciplina “Cidadania e Desenvolvimento”.

A “Maratona de cartas” é o maior evento de direitos humanos organizado pela Amnistia Internacional (AI). Milhões de pessoas em todo o mundo assinam cartas em prol de pessoas e comunidades em risco. Esta iniciativa tem como objetivo “Chamar a atenção para estes casos, o que poderá resultar numa melhoria das condições de pessoas e comunidades em risco." A maratona deste ano tem como particular destaque a proteção dos defensores dos direitos humanos.

A maratona tem um conjunto de materiais muito específicos a que as escolas poderão ter acesso sem qualquer custos. São os seguintes:
  • Kit informativo;
  • Cartas A5 para assinatura individual, de cada caso;
  • Abaixo-assinados A4, de cada caso;
  • Brochuras informativas de cada caso;
  • Poster geral da maratona de cartas;
  • Autocolante geral da Maratona de Cartas;
  • Lanternas para suporte de velas sobre cada um dos casos;
  • Planos de aulas;
  • Vídeos sobre os casos (disponíveis brevemente)

Para participarem, as escolas deverão preencher o formulário de inscrição que se encontra no site em http://www.amnistia.pt/euassino/ 

A participação online é também possível e incentivada! Todas as pessoas poderão assinar os casos, no site www.amnistia.pt/euassino  a partir do próximo dia 10 de novembro.

As escolas podem pedir sessões de educação para os direitos humanos. Mais informações em: https://www.amnistia.pt/grupos/.

O que é a "Maratona de Cartas?"

"Peregrinação" chega ao cinema numa adaptação de João Botelho

O texto de Fernão Mendes Pinto, publicado pela primeira vez no início do século XVII, dá origem a uma versão fiel no espírito, mas cheia de liberdades, assinada pelo cineasta João Botelho. Uma das estreias em destaque esta semana. Aos 68 anos, João Botelho disse à Lusa, ter “o dever de pegar em textos importantes na Cultura e na Literatura portuguesas”.




“Peregrinação”, impresso pela primeira vez em 1614, é um relato da presença dos portugueses no Oriente e uma crónica de viagens de duas décadas de vivência de Fernão Mendes Pinto.