CICLO DE CINEMA: "GRANDES REALIZADORES"

Filho de uma actriz de comédias e de um artista do music-hall, Charles Chaplin iniciou a sua carreira de artista com apenas 5 anos de idade. Aos 8, foi contratado pela companhia de bailarinos Eight Lancashire Lads.
Em 1901, assinou o seu primeiro contrato estável como actor, actuando para o Circo Casey, onde desenvolveu boa parte das habilidades cómicas que o fariam famoso alguns anos depois. Em 1909, Chaplin seguia para Paris, onde faria a sua primeira temporada. E um ano depois, transforma-se no primeiro actor da companhia nas representações que faria na América do Norte. Essa tournée iria ser a responsável pela entrada de Chaplin no cinema, como contratado da Keystone Comedy Film Company de Mack Sennett, em 1913. Foi no seu segundo filme na Keystone, Corrida de automóveis para meninos (1914), que surgiu o inesquecível personagem Charlot. Sennett pediu-lhe que se vestisse de maneira engraçada e, segundo palavras do próprio Chaplin: "Pensei que poderia usar umas calças muito grandes e uns sapatos enormes, além de uma bengala e um chapéu coco. Queria que tudo fosse contraditório: as calças folgadas, o casaco apertado, o chapéu pequeno e os sapatos enormes. Não sabia se deveria parecer velho ou jovem, mas quando me lembrei que Sennett tinha pensado que eu era bem mais velho, coloquei um bigodinho que me daria alguns anos, sem esconder a minha expressão".
Em 1919, une-se a Douglas Fairbanks, Mary Pickford e David Griffith para criarem uma companhia própria, a United Artists. A primeira comédia de Chaplin para a United Artists só é realizada em 1925, mas a espera valeu a pena. Em busca do Ouro é um dos melhores trabalhos de Chaplin.
Quando Chaplin iniciou as filmagens de Luzes da Cidade em 1928, o cinema já tinha entrado na era do som, mas ele decidiu ceder a esta inovação - "A beleza plástica continua sendo a coisa mais importante do cinema. O cinema é uma arte pictórica". E Luzes da cidade apesar de possuir uma banda sonora, não apresentava nenhum diálogo.
Nos anos 30, Chaplin realizaria apenas dois trabalhos, mas que foram, sem dúvida, os mais importantes de sua carreira. Em 1936 filmou Tempos Modernos , uma sátira sobre a alienação do trabalho e, em 1940 filma O Grande Ditador , uma das primeira reacções do cinema à figura de Hitler o ao nazismo.
Em 1971, Charlie Chaplin ganha um Óscar pela sua "incalculável contribuição ao cinema", e em 1972 ganha o Óscar de melhor banda sonora por Luzes da Ribalta , 20 anos após sua estreia. Na madrugada do Natal de 1977, o cinema e o mundo perdiam, para sempre, a alegria de Charles Chaplin.
video

Nenhum comentário: