correntes d'escritas


Este ano a escola vai, mais uma vez, participar no encontro de escritores Correntes d'Escritas, Encontro de Escritores de Expressão Ibérica, que decorre entre os dias 21 e 23 de fevereiro na Póvoa de Varzim.
O encontro decorrerá no Diana Bar, no dia 22 de fevereiro pelas 15:30 com os escritores Joel Neto e Pedro Vieira com as turmas 11ºA e O.
Joel Neto
Pedro Vieira

3 comentários:

O Burguês Social disse...

Considero um boa iniciativa. Contudo quero deixar aqui um aparte.

Este evento, que se não estou em erro, realizou-se no ano passado contou com a presença da turma 10ºO (que este ano é 11ºO)e que mais uma vez tem assim a oportunidade de assistir a mais uma Correntes de Escrita, não dando por isso oportunidade a outras turmas de poderem participar desta atividade. Ainda por cima são de um curso profissional.

Refiro ainda a contemplação de uma turma de ciências em detrimento de uma de humanidades (que mais uma ves!!!) não precisa nenhuma atividade.

Bibesas disse...

Caro Burguês Social,
Nos últimos 5 anos a escola têm participado no Encontro de Escritores de Expressão Ibérica "Correntes d'Escritas". A crítica que nos deixa relaciona-se com o modo como as turmas são selecionadas para participarem no encontro: a partir do momento que a Biblioteca escolar tem a confirmação do evento por parte da organização, dá conhecimento aos professores da disciplina de português e são estes que se voluntariam para não só acompanhar as suas turmas, mas também prepará-las previamente para o encontro com os escritores ( o que passa por pesquisa e leitura de livros).
É verdade que a turma O vai este ano, pela segunda vez, ao encontro, mas isso deve-se ao interesse do respetivo professor de português por envolver os alunos em eventos como este.
No entanto todos os alunos da escola que estejam interessados podem participar e serão certamente bem-vindo! Só têm que comparecer no Diana Bar no dia 22 de fevereiro pelas 15:30.

O Burguês Social disse...

Não tinha a informação que eram os professores que se 'voluntariavam' para acompanhar as respetivas turmas. Não tendo nada contra nenhuma das turmas acima mencionadas, apenas disse tal comentário para demonstrar o meu desagrado em mostrar que as turmas de humanidades nunca são contempladas com nenhuma visita fora da escola e como reparei que esta atividade está em parte mais ligada ao curso de humanidades do que a outros, disse tal coisa.

Apesar disso, é bom saber que esta atividade está "aberta ao público".

CS